25 de abril de 2011

O ponto de partida para uma proposta investigativa

A proposta desse projeto de pesquisa é fruto do amadurecimento dos conceitos do Teatro de Sombras iniciado na capital gaúcha, com o financiamento do Fundo Municipal de Apoio à Produção Artística e Cultural de Porto Alegre - Fumproarte para a montagem do espetáculo de sombras Sacy Pererê – A Lenda da Meia-Noite, em 1999.

Projeto que foi desenvolvido por dois anos e exigiu a investigação, a pesquisa e a experimentação dos conceitos, das técnicas e da estética da linguagem das sombras para alcançar uma dramaturgia e dinâmicas cênicas que oferecessem outras possibilidades expressivas, além das referências do teatro de sombras tradicional, originário do oriente. O resultado foi um espetáculo de teatro de sombras contemporâneo, híbrido, performático e com uma essência cinematográfica amalgamada em sua estética plástica e nos seus conceitos interpretativos. Marca deixada pelo aprofundamento da pesquisa e simbiose dessas duas linguagens. O espetáculo, premiado por seu caráter de dramaturgia inovadora, prossegue desde sua estréia, em 2002, circulando pelos principais festivais e projetos de artes cênicas do Brasil e faz parte de um raro repertório desse gênero no mundo. Criado e produzido pela companhia gaúcha Teatro Lumbra de Animação, ganhou novas dimensões, sendo apresentado em mais de 20 estados como um expoente da arte das sombras produzida no extremo sul do país. Certamente as dúvidas e as necessidades encontradas no início desse primeiro projeto e durante toda a trajetória profissional desencadeada por essa produção experimental, foram fundamentais para embasar os conceitos, concretizar o surgimento e o estilo estético da Cia Teatro Lumbra em todas as suas ações artísticas, personalizando o estilo desse coletivo engajado com a pesquisa, a criação e a produção de projetos cênicos desenvolvidos em Porto Alegre. Essa marca tem seu registro e referências em projetos artísticos em palcos e mídias por todo o país, nas pesquisas acadêmicas, em livros didáticos, nas redes sociais e na história internacional do teatro de animação contemporâneo. Reconhecimento que foi além das esferas de atuação tradicionais e das possibilidades reais de propagação dos espetáculos de uma companhia teatral brasileira.

Essa transmutação lenta e natural do foco de interesse pessoal artístico em uma necessidade e importância estética universal ainda carece de investigação e entendimento. O amadurecimento artístico e a clareza são possíveis por meio da constância, mas será que isso não precede sempre de novas escolhas de risco? Será essa a fidelidade que a arte exige de seus criadores? Providências que fazem parte dessa pesquisa e dependem da atitude e coerência entre o pensar e o agir. Vamos ao trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário